O que você está procurando na
    cidade de Ceilândia-DF e região?

Obrigado! Sua solicitação foi entregue com sucesso!

Oops! Algo deu errado no envio da solicitação...

Obrigado! Sua solicitação foi entregue com sucesso!

Oops! Algo deu errado no envio da solicitação...

DL
baner
BANNER
este
STAR
baner
arte
recomendados
SOBERANO COLCHÕES

RIBEIRO E MOURA PERSONALIZADOS







MARÉ KIDS E TEENS

INFORMATIVO

Gostaria de Receber?

** Cupom Desconto **
*** Promoções ***
*** Novidades ***

do Guia Ceilândia em seu e-mail?

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form

NOTÍCIAS: Ceilândia-DF
Violencia contra as mulheres
 
foto Notícia Ceilândia
 
02/08/2020 -

Feminicídio é um termo de crime de ódio baseado no gênero, amplamente definido como o assassinato de mulheres em contexto de violência doméstica ou em aversão ao gênero da vítima -misoginia-, mas as definições variam dependendo do contexto cultural.[1] A autora feminista Diana E. H. Russell foi uma das primeiras a usar o termo e atualmente define a palavra como "a matança de mulheres por homens, porque elas são mulheres". Outras feministas colocam ênfase na intenção ou propósito do ato que está sendo dirigido às mulheres especificamente porque são mulheres; Outros incluem a morte de mulheres por outras mulheres.[2] Muitas vezes, a necessidade de definir o assassinato de mulheres separadamente do homicídio em geral é questionada. Os críticos argumentam que mais de 80% de todos os assassinatos são de homens, então o termo coloca demasiada ênfase no assassinato menos prevalente de mulheres. Além disso, o estudo do femicídio é um desafio social.[3] Um termo alternativo oferecido é generocídio que é mais ambíguo e inclusivo. No entanto, algumas feministas argumentam que o termo perpetra o tabu do sujeito do assassinato de mulheres. Feministas também argumentam que os motivos para femicídio são muito diferentes do androcídio, que vai além da misoginia, criando um clima de terror que gera a perseguição e morte da mulher a partir de agressões físicas e psicológicas dos mais variados tipos, como abuso físico e verbal, estupro, tortura, escravidão sexual, espancamentos, assédio sexual, mutilação genital e cirurgias ginecológicas desnecessárias, proibição do aborto e da contracepção, cirurgias cosméticas, negação da alimentação, maternidade e esterilização forçadas. Em vez de estarem centrados na violência das ruas, grande parte dos feminicídios acontece em casa, ou seja, são derivados da violência doméstica Brasil Em solenidade no Palácio do Planalto, a ex-presidente Dilma Rousseff sanciona a Lei do Feminicídio O Feminicídio é crime previsto no Código Penal Brasileiro, inciso VI, § 2º, do Art. 121, quando cometido "contra a mulher por razões da condição de sexo feminino".[8] O §2º-A, do art. 121, do referido código, complementa o supracitado inciso ao preceituar que há razões de condição de sexo feminino quando o crime envolve: I - violência doméstica e familiar (o art. 5º da Lei nº 11.340/06 enumera o que é considerado pela lei violência doméstica);[9] II - menosprezo ou discriminação à condição de mulher. O feminicídio foi incluído na legislação brasileira através da Lei nº 13.104, de 2015. Características do feminicídio São mortes intencionais e violentas de mulheres em decorrência de seu sexo; Não são eventos isolados na vida das mulheres, porque são resultado das diferenças de poder entre homens e mulheres nos diferentes contextos socioeconômicos em que se apresentam e, ao mesmo tempo, condição para a manutenção dessas diferenças. Para a qualificação de femicídios é necessária a superação de duas dificuldades: a equiparação entre os femicídios e os popularmente chamados de crimes passionais e a demonstração de que as mortes de mulheres são diferentes das mortes que decorrem da criminalidade comum, em particular das mortes provocadas por gangues e quadrilhas. Uma das grandes dificuldades para se qualificar os crimes de gênero é a falta de dados oficiais que permita se conhecer o número de mortes de mulheres e os contextos em que elas ocorrem. Outra dificuldade é a ausência da figura jurídica “femicídio” na grande maioria dos países, inclusive no Brasil.[7] Femicídios ou feminicídios devem ser distinguidos dos crimes de gênero que são praticados contra a mulher em ambientes privados, por abusadores conhecidos de suas vítimas. A exploração das causas e dos contextos em que são cometidos esses crimes e a identificação das relações de poder que levam ao seu acontecimento.


Tipos


Feminicídio íntimo: aqueles crimes cometidos por homens com os quais a vítima tem ou teve uma relação íntima, familiar, de convivência ou afins. Incluem os crimes cometidos por parceiros sexuais ou homens com quem tiveram outras relações interpessoais tais como maridos, companheiros, namorados, sejam em relações atuais ou passadas.


Feminicídio não íntimo: são aqueles cometidos por homens com os quais a vítima não tinha relações íntimas, familiares ou de convivência, mas com os quais havia uma relação de confiança, hierarquia ou amizade, tais como amigos ou colegas de trabalho, trabalhadores da saúde, empregadores. Os crimes classificados nesse grupo podem ser desagregados em dois subgrupos, segundo tenha ocorrido a prática de violência sexual ou não.[7]


Feminicídio por conexão: são aqueles em que pessoas foram assassinadas porque se encontravam na “linha de fogo” de um homem que tentava matar uma mulher, ou seja, são casos em que mãe, filhos, irmãos, maridos atuais, amigos etc tentam ou não intervir para impedir a prática de um crime contra uma mulher e acabam assassinados. Podem independer do tipo de vínculo entre a vítima e o agressor, que podem inclusive ser desconhecidos,[7] mas em sua maioria as vítimas tem vínculo com as mulheres, o que atraí o assassino, que tem, também, a intenção de prejudicar psicologicamente essas mulheres, destruindo seus lares e famílias.


Transfeminicídio: também chamado de transfemicídio e travesticídio, se enquadra dentro do termo transgenerocídio, que se caracteriza como uma política disseminada, intencional e sistemática de eliminação da população trans, mulheres trans e travestis, motivada pelo ódio e nojo.[10][11]

 
Autor/Fonte: wikipédia
Link Referência: https://pt.wikipedia.org/wiki/Feminic%C3%ADdio
e-mail autor: moura.joaocharles50@gmail.com
 
Voltar
COMPARTILHE PARA TODOS

construçao | burger | farmacias | velho | mar | empregos | guia | escolas | ' | camisetas | a' | restaurantes | padaria | bebida | serigrafia | eletrica | da | texas | hamburgueria | a | ds | hamburguer | auto | mercado | agropecuaria | pastelaria | limpeza | impermeabilização | dudu | confecção | pizza | %' | psicólogo | infantil | dl | contabilidade | pizzaria | varejao | mil | | aluguel | informatica | chaveiro | busca | " | prefeitura | restaurante | lanchonete | marÉ | a" |

DESTAQUES
 
STAR BRILHO
 
A VOZ DO POVO
 
 
jovens de expressão
 
 
André Lemos
 
PROJETO BIGUÂ
 
DUDU
 
Apoio
JOÃO CHARLES
 
 
GUIA CEILANDIA ONLINE
 
joão charles
 
CUPOM DESCONTO
GUIA SHOP ONLINE
AVALIAÇÕES
BAIXAR APP
mais cidades online

Angra dos Reis-RJ | Apiaí-SP | Aracaju-SE | Arujá-SP | Barra do Bugres-MT | Batatais-SP | Bebedouro-SP | BOA VISTA-RR | Bofete-SP | Botucatu-SP | Cajamar-SP | Campinas-SP | CAMPO GRANDE-MS | Campos Jordão-SP | Ceilândia-DF | Cerejeiras-RO | Cláudio-MG | Colíder-MT | CURITIBA-PR | Duque de Caxias-RJ | Florianopólis-SC | Formiga-MG | Frederico Westphalen-RS | GOIÂNIA-GO | Goianinha-RN | Guarapuava-PR | Guariba-SP | Ilha Comprida-SP | Itabirito-MG | Itapeva-SP | Itaqui-RS | Jaboticabal-SP | Janaúba-MG | Jaru-RO | Ji-Paraná-RO | Juiz de Fora-MG | Jundiaí-SP | Lagoa da Prata-MG | Londrina-PR | MACAPÁ-AP | Magé-RJ | MANAUS-AM | Matão-SP | Mirassol-SP | Monte Alto-SP | Nova Lima-MG | Nova Serrana-MG | Olímpia-SP | Peruíbe-SP | Piracicaba-SP | Pirassununga-SP | Ponta Porã-MS | Ponte Nova-MG | Portel-PA | PORTO VELHO-RO | Posse-GO | Praia Grande-SP | Redenção-PA | Ribeirão Preto-SP | Rio Claro-SP | Rio de Janeiro (Tijuca)-RJ | Rolim de Moura-RO | SALVADOR-BA | Santa Maria-RS | Santana de Parnaíba -SP | São Bernardo Campo-SP | São Borja-RS | São Gabriel-RS | São João Paraíso-MG | São José Campos-SP | São José da Lapa-MG | São Paulo (Itaquera)-SP | São Paulo (Penha)-SP | SÃO PAULO (Santo Amaro)-SP | São Pedro-SP | Serra-ES | Sertãozinho-SP | Sobral-CE | Sorocaba-SP | Sumaré-SP | Taiobeiras-MG | Tangará da Serra-MT | TERESINA-PI | Tupã-SP | Uruguaiana-RS | Vale do Ribeira-SP | Varginha-MG | Vila Velha-ES | Volta Redonda-RJ | Votuporanga-SP | Zona da Mata-MG |

GUIA CIDADE ONLINE - FRANQUIA UNIDADE: Ceilândia-DF
COPYRIGHT© 2006 - GUIA CIDADE ONLINE - WWW.GUIACIDADEONLINE.COM.BR - ALL RIGHTS RESERVED
 DEVELOPED BY GWS ONLINE - WWW.GWSONLINE.COM.BR